Setransp e SMTT apresentam reforma no Terminal Maracaju

Motoristas destacam aprendizado ao inverter modal com ciclistas
12 de maio de 2015
Setransp e Sindijor preparam edição V do Prêmio Setransp de Jornalismo
20 de maio de 2015

 Conforme planejamento da parceria firmada entre as empresas do transporte público da capital e região metropolitana e a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) para a reforma dos terminais de integração, foi apresentada, na noite da última quarta-feira, 13, as novas condições do Terminal Maracaju.

A obra durou 45 dias e já é notória a melhoria do ambiente com total iluminação, instalação de novas placas com identificação de itinerário, banheiros reformados e pintura, além de ilustração com grafites feitos por artistas da terra. O envolvimento da Associação dos Trabalhadores Ambulantes os Terminais de Integração também tem sido essencial nesse processo de reforma, já que a disposição dos locais apropriados para o comércio no local está incluso no projeto.

 
De acordo com o presidente do Setransp, Alberto Almeida, as obras agora se concentram para os Terminais Atalaia, DIA e Fernando Sávio (Centro), com previsão de conclusão total até o início de julho. “Já iniciamos o reparo do Terminal DIA e Atalaia, e, em seguida, iremos para o Fernando Sávio. A primeira etapa do DIA já se concluirá nesta próxima semana, com a parte elétrica e banheiros reparados, e, até o início de julho, entregaremos a obra toda finalizada. A previsão é de que haja a construção de um novo terminal para atender de forma ainda melhor a demanda do transporte naquela localidade, mas, por hora, esperamos melhorar as condições do terminal atual”, comentou Alberto Almeida. Segundo ele, é possível que alguns terminais contem ainda com o sistema de câmeras de segurança e disciplinadores de filas.

 
 O superintendente da SMTT, Nelson Felipe, comemorou a prestação de serviço do setor com a realização da reforma, mas atentou contra os atos de vandalismo, pedindo a preservação do patrimônio público. “O efeito é perceptível, temos um terminal agora todo iluminado e identificado com comunicação visual sobre os itinerários para servir à população. Mas é necessário que a sociedade contribua zelando pelo terminal, porque, lamentavelmente, um dia após a conclusão da reforma dos banheiros já houve atos de vandalismo”, disse o superintendente da SMTT, Nelson Felipe.

Os comentários estão encerrados.