SETRANSP realiza encontro com lojistas
18 de novembro de 2009
Kassab dá mais R$ 38 milhões para o transporte
23 de novembro de 2009

Na manhã de hoje, dia 19, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Município de Aracaju – SETRANSP – realizou, na Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL –, um encontro com lojistas a fim de prestar maiores esclarecimentos sobre o VT Web Client, sistema de compra on-line dos vales-transporte eletrônicos.

O evento foi promovido em parceria com a CDL e teve como objetivo auxiliar os empregadores a entender melhor a modalidade de vale-transporte que há dois anos vigora em Aracaju otimizando, assim, o seu uso.

“Queremos saber como as empresas estão se relacionado com o cartão Mais Aracaju Vale-Transporte, conhecer suas dificuldades, esclarecer dúvidas e disponibilizar informações úteis sobre como os empregadores podem gerenciar melhor a compra do benefício e o uso por parte de seu quadro de colaboradores”, destacou Alessandra Franco, gerente de Comunicação & Marketing do SETRANSP.

Na ocasião, o gerente de Tecnologia da Informação Jeferson Dantas, a gerente de Produto Andrea Aragão e a recepcionista Lucimara Rocha, todos do SETRANSP, forneceram informações práticas e úteis sobre o cartão Mais Aracaju e a bilhetagem eletrônica.

Em meio às informações passadas estavam as referentes aos serviços de relatório de saldo e extrato das movimentações dos usuários do cartão Mais Aracaju Vale-Transporte. “No caso do relatório de saldo de cartões, a empresa desembolsará o valor de 1% do montante do valor dos pedidos realizados no mês anterior, sendo que o valor mínimo para adquirir o relatório é o referente a duas tarifas vigentes. Já para o relatório de extrato, a empresa desembolsará o valor de uma tarifa vigente por cartão”, explicou Andrea.

Outro procedimento importante que ainda confunde muito as empresas é quanto ao que fazer com o cartão Mais Aracaju Vale-Transporte no momento de desligamento do colaborador da empresa. Nesse caso, basta extinguir o cadastro do cartão em questão da lista de compras de créditos da empresa.

Assim, o usuário não precisa devolver o cartão e poderá utilizar o mesmo cartão enquanto estiver sem emprego formal. Nesse caso, o próprio usuário fará as recargas que forem necessárias para o seu uso. No caso de haver uma contratação por parte de outra empresa, o número do cartão deverá ser inserido no cadastro na nova empresa, que passará a efetuar as recargas.

Os comentários estão encerrados.