Recargas acumuladas podem ser verificadas no extrato

Recadastramento estudantil já começou
6 de janeiro de 2009
Cartão eletrônico reduz assaltos
8 de janeiro de 2009

Os cartões Mais Aracaju possuem alta tecnologia. Dentro deles há um sistema composto por um chip e por uma antena que contorna toda a parte interna do cartão, onde são armazenadas as informações referentes à utilização nos ônibus e recargas realizadas.

 

O chip possui, no seu interior, dois compartimentos. Essa divisão é necessária para que o usuário possa continuar pagando o valor da passagem no preço pelo qual comprou os créditos, mesmo ocorrendo o reajuste da tarifa.

Isso mesmo, havendo créditos nos cartões, no momento de acréscimo na tarifa, o valor descontado no validador será o anterior ao aumento até que se esgote toda a recarga.

 

Outra particularidade desses dois compartimentos é que, nos cartões de usuários do Mais Aracaju Vale-Transporte que não utilizam os créditos dentro do mês e, dessa forma, acumulam resíduos de um mês para outro, a terceira recarga em diante, feita pela empresa, não entra automaticamente no cartão.

 

Nesses casos, os créditos ficam no sistema, disponíveis para o cartão do usuário, mas só serão inseridos no cartão, por meio do sistema da recarga a bordo, no momento em que um dos compartimentos for esvaziado, ou seja, quando todos os créditos forem utilizados.

 

Para verificar a existência de recargas pendentes, o usuário pode solicitar o extrato on-line, no site www.maisaracaju.com.br. O documento serve também para verificar o valor que foi descontado no momento da passagem na catraca.

 

Caso os usuários tenham dúvidas do quanto estão pagando, basta consultá-lo. Quem não possui acesso fácil à internet, pode solicitar o seu extrato em um posto de venda do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Município de Aracaju ? SETRANSP.

Os comentários estão encerrados.