SSP, GMA, Sinttra e empresas: União de forças derruba índice de assaltos a ônibus

Novidade: Recadastramento do cartão Mais Aracaju Escolar será 100% online
14 de janeiro de 2019
Setransp apoia Alerta Celular para recuperação de aparelhos roubados
23 de janeiro de 2019

Número de assaltos ao transporte coletivo tem queda recorde de 68% em Aracaju

O número de assaltos a ônibus em Aracaju e Região Metropolitana apresentou redução expressiva em 2018 se comparado aos dois últimos anos. Os dados levantados pelo Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Aracaju (Setransp) apontam uma queda de 68,80% nas ações criminosas, um resultado bastante positivo para as mais de 220 mil pessoas que utilizam o transporte público diariamente.

O resultado aponta 1.628 ocorrências em 2016, diante dos 991 casos registrados em 2017, e 508 em 2018. Esses números representam uma redução nas estatísticas de 48,74% entre 2017 e 2018, e de 68,80% comparando 2016 e 2018. Uma verdadeira queda recorde.

“Nós fechamos o ano de 2018 com uma queda recorde do número de assaltos. Isso é motivo de comemoração e fruto da união de forças da Guarda Municipal de Aracaju (GMA), Secretaria de Segurança Pública através da Polícia Militar, Polícia Civil, Inteligência da polícia, do Sindicado das Empresas de Transporte e do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários de Sergipe (Sinttra). É uma conquista de todos que se uniram, buscando alternativas para reduzir o número de assaltos”, comemora Alberto Almeida, presidente do Setransp.

Em destaque está a presença intensificada da GMA nos terminais e as abordagens das polícias aos ônibus. O presidente do Setransp ressaltou também que essa queda irá favorecer o sentimento de tranquilidade entre os cidadãos, e reforça que as ações preventivas serão ainda mais ampliadas ao longo de 2019. “São menos de um assalto por dia. Um número que poucas cidades ou quase nenhuma no Brasil tem”, frisa o presidente.

Para reduzir ainda mais os índices, as forças de segurança pública (Guarda Municipal e Polícias) reforçarão as estratégias de repressão ao crime através de patrulhamento ostensivo nos terminais de integração, abordagens dentro dos veículos e acompanhamento intenso das imagens das câmeras de monitoramento dos ônibus. A tecnologia e a rapidez no fornecimento desses vídeos pelas empresas operadoras do transporte coletivo são fundamentais para fortalecer a segurança nos ônibus.

“Buscaremos alternativas inovadoras, no sentido de alcançarmos uma redução maior no número de assaltos através da tecnologia, de aplicativos e da intensificação do monitoramento”, reforça Alberto Almeida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ATENÇÃO!!!

Clique aqui para acessar o site da Aracajucard