Motoristas invertem papéis por um trânsito sem acidentes

Rodoviários têm dia de lazer com a família no 1° de maio
4 de maio de 2015
Motoristas destacam aprendizado ao inverter modal com ciclistas
12 de maio de 2015

“Se colocar no lugar do outro”. Esse é o objetivo da 'Inversão Modal' realizada na manhã desta sexta-feira, dia 08, na Rota de Fuga, Zona de Expansão de Aracaju.

A iniciativa foi da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) para encerrar a III Semana Municipal de Trânsito iniciada dia 4 deste mês e que tem como tema  ‘+ Consciência – Acidentes’.

Durante a simulação, motoristas fizeram o papel de ciclistas para chamar atenção da necessidade do respeito mútuo no trânsito visando a redução de acidentes. A parte prática teve o apoio do Caju Bike, Setransp e da ONG Ciclo Urbano.

Para o assessor de comunicação da SMTT, Flávio Vasconcelos, as dificuldades enfrentadas pelos ciclistas nas vias nem sempre são observadas pelos demais motoristas. “Essa iniciativa é para que o condutor principalmente do veículo maior perceba a fragilidade que é a bicicleta e às vezes quando um motorista de ônibus passa muito perto, foi o que ouvimos aqui, não é nem por maldade, mas eles não tinham essa noção de fragilidade. Quando ele se colocaram no lugar do outro, eles perceberam o perigo e a sensação que é um veículo dessa dimensão passar tão próximo [menos de 1 metro e meio] dos ciclistas que são veículos frágeis. Que eles possam a ser multiplicadores e que levem a seus colegas. Já as próprias empresas procurem mais a SMTT para que a gente faça mais atividade como essa”, destaca. 

Iniciativa aprovada

Robson Batista (segundo à esq) e os colegas de profissão 

 

Iniciativa encerra a III Semana Municipal do Trânsito 

 

Equipe que participou do evento 

Motorista há 7 anos, Robson Rodrigues Batista da Viação Modelo foi ciclista por alguns instantes. “Para nós motoristas é uma experiência muito grande porque ver o ônibus passar pertinho dá um calafrio na gente, já que nós no dia a dia sabemos quanto o ciclista muitas vezes não nos respeitam.Da mesma forma que temos que respeitar eles, que eles façam o mesmo porque muitos ficam pendurados nas portas pegando carona nos ônibus causando perigo”, afirma.

Por Aisla Vasconcelos – Portal Infonet

Os comentários estão encerrados.

ATENÇÃO!!!

Clique aqui para acessar o site da Aracajucard