Setransp alerta que para redução da tarifa no domingo é preciso subsídio da prefeitura

Motorista do Serviço Atende recebe homenagem por dedicação a pessoas com deficiência
25 de setembro de 2013
Adierson: transporte público está refém da falta de planejamento
26 de setembro de 2013

 

Em resposta, aos questionamentos da imprensa sobre o Projeto de Lei, que reduz a tarifa de ônibus para R$1,00 aos domingos, aprovado na terça-feira, 24, pela Câmara Municipal de Aracaju, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Aracaju (Setransp) frisa que não é contra a iniciativa, que pode estimular o uso do transporte público aos domingos, no entanto, espera que o Legislativo tenha incluído no esboço do projeto a identificação da fonte de custeio para essa gratuidade, garantindo o cumprimento da Lei Orgânica que rege sobre isso. De acordo com o presidente do Setransp, Adierson Monteiro, “é importante que o cidadão saiba que gratuidades como essas acabam incidindo no custo da tarifa de ônibus”.

 

“Ainda mais quando estamos em uma capital onde o transporte não é subsidiado pela prefeitura, ao contrário, o serviço do transporte tem sido o único serviço de onde o Poder Público tira recursos, com alta carga tributária e taxas, ao invés de colocar. Fora isso, é de conhecimento da sociedade que as despesas do com a prestação do serviço do transporte coletivo não diminuem aos domingos, ao contrário, aumentam, já que o trabalhador recebe aquele dia dobrado. Então, de acordo com a legislação vigente, para que tenhamos essa lei vigorando, sem que o cidadão seja onerado mais uma vez, é preciso que a prefeitura subsidie essa gratuidade”, frisou Adierson Monteiro. 

Os comentários estão encerrados.