NTU enumera oito propostas para a melhoria do transporte público coletivo urbano no Brasil

Setransp participa de debate nacional sobre mobilidade sustentável e convida jornalista de SE
5 de julho de 2013
Melhorar transporte público economizaria US$ 70 tri até 2050, diz relatório
12 de julho de 2013

Com o olhar de quem conhece bem a extensão das deficiências e das dificuldades do setor de transporte, a Associação Nacional das Empresas Transportes Urbanos – NTU – propõe, em nome de toda a classe empresarial, a implementação de oito medidas para mudar o quadro crítico do sistema de transporte urbano do país.

Representando mais de 600 empresas e 80 entidades do setor, entre associações, sindicatos e federações, nos 27 estados deste país, a instituição acredita que a reorganização do setor, e a consequente melhoria do sistema de transporte urbano, passa, necessariamente, por:

1 – prioridade de circulação para os ônibus nas vias urbanas em detrimento do transporte individual motorizado;

2 – que todos os municípios tenham um plano diretor e um plano de mobilidade construído com representantes da sociedade civil organizada;

3 – continuidade de investimentos federais, estaduais e municipais, na infraestrutura urbana para os coletivos;

4 – pelo investimento em redes de transportes modernas, integradas, multimodais, racionais e de alto desempenho;

5 – por uma política de mobilidade, construída com a participação efetiva da sociedade, com representantes nos conselhos municipais de transporte, estabelecendo qual o nível do serviço de transporte público que se deseja oferecer a todos os cidadãos e quanto isto vai custar ao passageiro (tarifa) e quanto vai custar ao governo (subvenção) por um serviço de melhor qualidade;

6 – desoneração dos tributos municipais, estaduais e federal que pesam sobre o setor de transporte público;

7 – pela subvenção às gratuidades que oneram a tarifa paga pelos usuários;

8 – e, finalmente, pela subvenção ao serviço, a ser pago, através de um fundo com recursos dos combustíveis, e distribuído proporcionalmente aos municípios.

Os comentários estão encerrados.

ATENÇÃO!!!

Clique aqui para acessar o site da Aracajucard