Sem o reajuste de 2012 tarifa fica defasada e pode subir 11%

Defasagem da tarifa pode afetar o sistema do transporte público
24 de janeiro de 2013
Postos têm horário de funcionamento alterado no carnaval
7 de fevereiro de 2013

O percentual para o possível reajuste da tarifa de ônibus, calculado a partir da planilha de custos do serviço do transporte coletivo, foi enviado à Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Aracaju (Setransp).

Segundo o levantamento, a necessidade de reajuste é de 11,91%, isto é, a passagem de ônibus passaria a ser R$ 2,52. De acordo com o Setransp, esse percentual está influenciado pela defasagem sofrida pela tarifa, principalmente, com a falta de reajuste concedida no ano passado pela Prefeitura de Aracaju.

Ao longo dos anos a tarifa já vem sendo reajustada em desacordo com a planilha de custo, e com o reajuste zero de 2012 só aumentou ainda mais a defasagem da tarifa. Porque mesmo sem o reajuste, foram mantidos os reajustados anuais sobre o salário dos rodoviários, serviços de manutenção, combustível, entre outros, frisou o superintendente do Setransp, José Carlos Amancio.

Amancio afirma que o ofício do reajuste tarifário segue o que determina o artigo 242 da Lei Orgânica do Município, que enfatiza que o equilíbrio financeiro-econômico dos serviços do transporte coletivo devem ser assegurados pela compensação entre a receita auferida e o custo total do sistema.

Agora a SMTT analisará o relatório para que a prefeitura anuncie uma posição à população. Esperamos que a prefeitura conceda o reajuste adequado para atender as necessidades do sistema, que por sua vez quer prestar um melhor serviço à sociedade, disse Amancio.
 

Os comentários estão encerrados.

ATENÇÃO!!!

Clique aqui para acessar o site da Aracajucard