Porto Alegre fará test drive de Ônibus do Futuro

Número de assaltos a ônibus caiu expressivamente no primeiro semestre de 2011
11 de julho de 2011
Recadastramento 2011/2 é feito via Portal do Usuário
12 de julho de 2011

Apesar de ainda não contar com o sistema rápido de transporte por ônibus, Porto Alegre começa em breve a oferecer uma espécie de test drive do chamado Ônibus do Futuro – BRT. O veículo é o protótipo do coletivo que circulará nos corredores do sistema Bus Rapid Transit (BRT, Trânsito Rápido de Ônibus), projeto que deve entrar em execução no ano que vem.

O BRT é uma remodelação dos Portais da Cidade, um dos motes da campanha que reelegeu José Fogaça (PMDB) à prefeitura de Porto Alegre. Após a renúncia do peemedebista para concorrer ao governo do Estado, a gestão do prefeito José Fortunati (PDT) reformulou o projeto, passou a chama-lo de BRT e deve rebatizá-lo em breve.

O sistema do BRT prevê a construção e readequação de aproximadamente 90 km de corredores de ônibus. Os coletivos circulariam nessas vias como um metrô, servindo 154 estações. A ideia é que no futuro o ônibus não tenha cobrador. Ele faria o mesmo trajeto em um corredor, como um metrô. O projeto do BRT é a metronização do ônibus, disse o presidente da Associação dos Transportadores de Passageiros (ATP), Ênio dos Reis.

O ônibus, articulado e de piso baixo, foi apresentado nesta segunda-feira junto com a entrega de outros novos coletivos. O BRT possui painéis com indicações dos pontos de paradas e que indicam a localização exata do coletivo. Com capacidade para 120 pessoas, o veículo – com chassi Mercedes Benz e montado pela Neobus – tem custo estimado em R$ 800 mil.

Test-drive
Para Reis, a apresentação do coletivo antes do início das obras do sistema BRT é uma forma de mostrar à população que o poder público e as empresas estão atentos ao transporte coletivo. Com o aumento geométrico dos automóveis, nossos ônibus estão ficando trancados nas periferias e estamos sendo alvos de muitas críticas, afirmou.

A prefeitura de Porto Alegre ainda depende do possível anúncio da verba federal para construção do metrô na cidade para decidir como fará a obra. O Executivo dispõe de um projeto que integra o metrô com o sistema de ônibus. Um projeto é complementar do outro. No fim de agosto, nós já saberemos o que vamos fazer, disse Vanderlei Capellari, secretário municipal dos Transportes.

Enquanto o projeto não sai do papel, o ônibus moderno circulará em várias linhas da cidade para que a população conheça o veículo. Como o ônibus é projetado para andar em corredores, a suspensão do veículo será elevada para evitar possíveis danos por eventuais imperfeições do pavimento dos bairros.

O ônibus do futuro deve começar a rodar na linha Juca Batista, na zona sul, e depois passará a servir a zona leste e zona norte. A previsão é que ele comece a circular depois da 13ª Feira e Congresso de Transporte e Logística (Transposul).

Fonte: Terra

Os comentários estão encerrados.