Com congestionamentos constantes, cidades podem parar em poucos anos

Netbooks serão sorteados dia 21, ao vivo, na Tv Atalaia
16 de dezembro de 2010
SETRANSP realiza doação de brinquedos
20 de dezembro de 2010

A Fundação Dom Cabral pesquisou o trânsito de grandes cidades brasileiras como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre. O resultado? Todas as cidades estão em um nível alarmante de congestionamentos que poderão fazer as mesmas simplesmente travarem daqui alguns anos.

São Paulo, por exemplo, poderá parar em apenas quatro anos. O Rio de Janeiro, daqui há cinco. Já as outras duas capitais, o prazo para pararem com seus congestionamentos é de 12 anos. Um ano atrás, São Paulo tinha previsão de cinco anos, o Rio de seis e as outras duas, 15 anos cada uma. Ou seja, em um ano os níveis subiram muito.

Em São Paulo, os congestionamentos estarão cada vez maiores daqui para a frente, sendo que eles começarão a se interligar, parando a cidade. Num estudo feito há anos, São Paulo formava filas de veículos com 100 metros em um minuto. Hoje, a fila é de 150 metros, um aumento de 50%.

Com cada vez mais carros nas ruas, principalmente com apenas um ocupante, as filas continuarão crescendo de forma assustadora. Hoje, cada quilometro de engarrafamento comporta 750 veículos, então quando saem aqueles boletins no rádio ou TV, com a distância dos engarrafamentos, agora temos um noção de quanto carro está parado, em média.

A Dom Cabral calculou que os prejuízos anuais com o trânsito parado nas grandes cidades brasileiras, acarreta uma perda de R$ 4 bilhões. É muito dinheiro perdido nas ruas.

Fonte: Interpress Motor

Os comentários estão encerrados.

ATENÇÃO!!!

Clique aqui para acessar o site da Aracajucard