Transporte irregular acumula estatísticas alarmantes
21 de outubro de 2008
Cai a procura por vales no mercado informal
28 de outubro de 2008

O Serviço Atende é um serviço gratuito fruto de uma parceria entre o SETRANSP – Sindicato das Empresas de Transportes e Passageiros do Município de Aracaju – e a Semasc – Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania. O trabalho consiste em transportar, através de três vans adaptadas, portadores de necessidades especiais a consultas médicas, de fisioterapia e para realização de exames clínicos.  

 

O sucesso do serviço tem a contribuição de uma equipe especial, formada por coordenadores, motoristas e assistentes sociais. Cada colaborador desenvolve sua função da melhor maneira possível, oferecendo carinho e atenção aos cadeirantes. No Plantão Social da Semasc, as assistentes sociais Edilaine Lessa e Maria Carmelita Amaral são responsáveis pelo agendamento e o cadastramento dos passageiros que podem ser atendidos de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h30. A marcação é feita através do telefone (79)3218-7816. 

 

 O serviço gratuito é bastante procurado e, nos últimos meses, a demanda tem aumentado significativamente. Em média, são realizados, por dia, de 25 a 30 agendamentos e de dois a três novos cadastramentos. O que prova a satisfação da comunidade. Os usuários estão satisfeitos com o serviço e fazem propaganda, por isso o número de novos cadastramentos tem crescido consideravelmente. Por conta desse crescimento, muitos horários estão indisponíveis e a linha telefônica está permanentemente ocupada, afirma a responsável pelo Plantão Social no período da manhã, Edilaine Lessa.

 

 Ao facilitar o acesso dos cadeirantes aos centros de saúde, o Serviço Atende possibilita uma melhor qualidade de vida e um melhor convívio social aos portadores de necessidades especiais. Mesmo tendo pouco contato com as assistentes sociais, os usuários acabam criando laços de amizade com as profissionais. Elas, por sua vez, acabam sendo ouvintes de histórias do dia-a-dia, algumas felizes e outras tristes. Muitas vezes, eles ligam de orelhões ou de telefones pré-pagos para contar, mesmo que rapidamente, suas histórias e agradecer à disponibilidade de vagas para a realização de um novo agendamento, relata Edilaine.

Os comentários estão encerrados.

ATENÇÃO!!!

Clique aqui para acessar o site da Aracajucard