Setor do transporte coletivo promove funcionários e busca reduzir o uso de dinheiro no ônibus

Mosaico com fotos dos candidatos segurando caderno Mobilidade
Candidatos à Prefeitura de Aracaju recebem retrato do setor de transporte e propostas de melhorias
23 de outubro de 2020
Nota sobre dia das eleições 
13 de novembro de 2020

Além de manter postos de trabalho, nova função de agente comercial gera combate à Covid-19

Em agosto deste ano, Sergipe batia quase 100 mil pessoas desempregadas, e o Brasil fechou o primeiro semestre com cerca de 13,8 milhões de pessoas sem ocupações profissionais. Entretanto, na contramão dessa árdua realidade, o setor de transporte público coletivo em Aracaju tem buscado diversas maneiras para driblar essa situação ante os reflexos da pandemia da Covid-19. Ao contrário do que tem sido repercutido de forma equivocada, desde o começo da pandemia, as empresas de ônibus ao invés de se renderem à redução dos postos de trabalho como alternativa para o período de queda na arrecadação, estão mantendo e promovendo seu seus funcionários, como forma de atender as necessidades do novo momento para a mobilidade urbana, que envolve a expansão da bilhetagem eletrônica.

Até o início deste semestre, já haviam sido promovidos 130 funcionários para os cargos de motorista, despachante e, em especial, agente comercial – a nova função de venda do cartão eletrônico Mais Aracaju para expandir o acesso das pessoas à bilhetagem e contribuir com o combate à contaminação de vírus através do dinheiro, que é instrumento de fácil transmissão. Atualmente, 73% dos passageiros do transporte coletivo da capital e da região metropolitana utilizam a bilhetagem eletrônica na hora de pagar sua passagem. O objetivo do setor de transporte é de que até o final deste ano esse percentual de uso suba para 95%, reduzindo ao máximo a circulação de dinheiro nos ônibus.

Entre setembro e outubro, mais 58 funcionários foram promovidos a motorista e ainda em novembro mais 22 serão promovidos a agentes comerciais. Todos passaram por treinamentos desenvolvidos em parceria com a Aracajucard e o SestSenat. Até o momento, Aracaju que contava com 5 pontos de venda, e desde o início da atividade dos agentes comerciais em agosto passou a contar com 35 pontos. O cartão Mais Aracaju tem gerado mais segurança e praticidade aos passageiros, prevenindo nesse tempo de pandemia e também colaborando para com a grande queda do número de assaltos.

Geiza Santana, ex-cobradora e nova agente comercial da Viação Modelo, comenta como tem sido sua rotina atuando com a venda do cartão pré-pago: “É um desafio bom, porque a gente passa segurança para o passageiro! Agora tem a agilidade do cartão, que é ótima, fora que é muito prático e a facilidade é muito maior. Estou gostando muito, porque não tenho os riscos como eu tinha como cobradora e posso conhecer mais gente e aprender cada vez mais”, disse ela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *