Covid-19: comer fora de casa pode ser mais arriscado que andar de ônibus

Setransp lamenta o falecimento do vereador Jason Neto
2 de setembro de 2020
Mais de 180 mil pessoas têm temperatura medida nos Terminais de Integração
14 de setembro de 2020

Estudo destaca risco maior em atividades nas quais as pessoas nem sempre estão de máscara; foram analisadas informações de 314 adultos que realizaram testes da doença em um centro de saúde nos EUA

Desde que a pandemia de coronavírus se espalhou, duas medidas têm sido tomadas para diminuir o contágio: o uso de máscaras e o distanciamento social. Porém, diversas cidades já iniciaram o relaxamento das medidas, o que, muitas vezes, impede que as pessoas permaneçam em casa. Com isso, algumas atividades voltam a fazer parte da rotina, como andar de ônibus, comer fora de casa e frequentar escritórios.

Agora, segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), dos Estados Unidos, atividades nas quais as pessoas precisam tirar as máscaras, como comer em restaurantes, são mais perigosas. Segundo o órgão, é mais seguro andar de transporte público e até mesmo frequentar salões de beleza.

Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores analisaram informações de 314 adultos que realizaram testes de Covid-19 em um centro de saúde do país. Todos os voluntários apresentaram algum sintoma, mas cerca de metade foram diagnosticados com a doença. Os participantes foram entrevistados sobre o que realizaram durante os 14 anos antes do início dos sintomas. As opções incluíam ir às lojas, academia, escritório, bar ou cafeteria, além de comparecer a instituições religiosas, usar transporte público ou frequentar restaurantes.

No geral, aqueles que receberam um resultado positivo tinham duas vezes mais probabilidade de relatar um jantar em restaurante do que os que não possuíam a doença. Quando excluídos aqueles que tiveram contato com alguém que foi diagnosticado com Covid-19, a probabilidade de ter mencionado um jantar fora de casa é três vezes maior. Além disso, é quatro vezes maior a chance de relatar uma ida a um bar ou café.

“Exposições e atividades onde o uso de máscara e distanciamento social são difíceis de manter, incluindo ir a locais que oferecem comida e bebida no local, podem ser fatores de risco importantes para infecção por Sars-Cov-2”, concluíram os autores.

Por fim, o CDC recomenda que, em restaurantes, as pessoas utilizem a máscara o máximo possível ou mantenha o distanciamento de 1,8 metro. Escolher uma mesa ao ar livre é uma opção para diminuir as chances de contágio.

Via Guilherme Preta, editado por Fabiana Rolfini para o Olhar Digital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *