Setransp alerta para o desequilíbrio do setor com o não reajuste da tarifa de ônibus

Coronavírus: Setransp conscientiza passageiros de ônibus sobre os cuidados com o novo vírus
27 de fevereiro de 2020
Alberto Almeida receberá título de Cidadão Aracajuano dia 12 de março na Alese
5 de março de 2020

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Aracaju (Setransp) lamenta o posicionamento da Prefeitura de Aracaju através das redes sociais, de que não haverá reajuste tarifário para o serviço de transporte público coletivo.

Como todos os anos, a planilha tarifária, que informa os custos do serviço, foi enviada ao órgão gestor conforme diretrizes da Lei Municipal de Aracaju 1.761/91, que regulamenta a tarifa de ônibus. São considerados na planilha todos os itens que implicam na tarifa – como combustível, mão-de-obra, peças, impostos, etc – e seus respectivos reajustes anuais.

Em contrapartida, também é destacada a queda de 31% do número de passageiros pagantes, nos últimos cinco anos, e o acréscimo em 80% do número de gratuidades no mesmo período. Ou seja, para que haja sustentação do sistema de transporte é necessário o equilíbrio entre o número de passageiros pagantes e o custo para prestação do serviço, isso equiparado com uma tarifa que seja acessível à população, mas também garanta a sustentabilidade do setor do transporte.

Com todos os custos sofrendo aumentos anuais e a tarifa congelada, o sistema de transporte público coletivo corre o risco de sofrer as consequências de um desequilíbrio financeiro, impossibilitando investimentos necessários no serviço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *