Setransp e SSP apresentam os números da redução contínua de assaltos a ônibus nos últimos anos

Convite à imprensa
20 de dezembro de 2019
Mais de 600 pessoas de instituições filantrópicas são transportadas em passeios do Natal com Mobilidade
24 de dezembro de 2019

O Sindicato das Empresas de Transportes e Passageiros (Setransp) apresentou junto aos órgãos da Segurança Pública do Estado o balanço sobre a queda gradual nos assaltos a ônibus em Aracaju e Região Metropolitana em 2019. Pelo terceiro ano consecutivo, houve um recuo no número total de crimes na rede integrada de transportes coletivos. Segundo dados do sindicato, até novembro deste ano foram registrados 277 casos, correspondendo ao percentual de 82,99%.

Conforme o estudo, foram registradas 1.628 ocorrências em 2016, contra os 991 casos em 2017, e 508 em 2018, caindo expressivamente para 277 de janeiro a novembro de 2019. Nesse mesmo mês, foram notificados 22 assaltos considerando os 116 no mesmo período em 2016.  Esses números positivos se devem ao trabalho estratégico das forças de segurança pública que em parceira com o Setransp vêm proporcionando maior segurança aos passageiros, motoristas e cobradores. “A redução dos assaltos é nosso grande foco, assim conseguimos proporcionar a segurança do passageiro, pensando também no seu bem-estar, para que ele tenha uma viagem tranquila”, explica o presidente do Setransp, Alberto Almeida.

Além das estratégias de repressão ao crime por meio de patrulhamento ostensivo da Polícia Militar e da Guarda Municipal em abordagens nos terminais, dentro dos ônibus, e uso das câmeras dos veículos, Alberto Almeida descreve a estratégia de comunicação dos motoristas com a polícia. “Assim que ocorre o assalto, o motorista e o cobrador ligam para o 190, e avisam da ocorrência. Porque muitas vezes após o crime os assaltantes pegam outro ônibus e fazem uma nova investida, e com essa ligação, a polícia já rastreia e atua rapidamente. Enquanto isso, nas garagens, o serviço de monitoramento já está providenciando o envio das imagens das câmeras para o serviço de inteligência da polícia”, pontuou Alberto Almeida.

A delegada Nalile Bispo, coordenadora operacional das delegacias da capital,  reforça a parceira diária, no auxílio para a resolução dos crimes, do Setransp tanto com a Polícia Civil quanto com a Polícia Militar. “O Setransp tem contribuído ao longo dos anos com o fornecimento de informações sobre os assaltos, de forma eficiente, tanto para Polícia Militar como para Polícia Civil, que diariamente está investigando”, afirma a delegada Nalile.

O coronel e comandante do policiamento militar da capital, José Moura Neto, destaca a ação integrada que dificulta ainda mais a ação dos bandidos. “É um trabalho integrado, rotineiro, e esse trabalho faz o infrator pensar duas três vezes antes de agir dentro do ônibus. Com a ligação da população e dos motoristas ao 190, o veículo é abordado no meio do trajeto”, reforça o coronel.

A população também pode ajudar nesse combate, tanto denunciando através do 190 ou 181, ou se cadastrando no sistema do Alerta Celular no site ssp.se.gov.br, como também evitando o movimento de dinheiro para pagamento da tarifa no ônibus. Com todos os esforços que estão sendo movidos, Aracaju e a região metropolitana tendem a manter essa queda contínua no número de assaltos, que chegou a gerar curiosidade e se tornar referência para o Estado do Amazonas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ATENÇÃO!!!

Clique aqui para acessar o site da Aracajucard