Tarifa de ônibus é reajustada, mas não atende necessidades do setor

Mobilidade em Aracaju está em risco
11 de agosto de 2017
Setor registra redução de quase 3 milhões de passageiros por dia em 2016
30 de agosto de 2017
Depois de dois anos sem reajuste, a tarifa de ônibus em Aracaju e região metropolitana aumentou 12,9% e foi para R$ 3,50. A Prefeitura de Aracaju concedeu o reajuste nesta quinta-feira, 17, e a nova tarifa passa a valer a partir deste sábado, 19. Entretanto, o reajuste contraria a tarifa técnica apontada pela planilha de custos anual que foi apresentada em dezembro de 2016 ao Executivo. 
 
Existe legislação específica que estabelece regra para definição da tarifa de ônibus com base na divisão entre o número de passageiros e os custos para operação do transporte. A lei destaca inclusive uma planilha de custos com itens a serem considerados como salários e benefícios de funcionários, combustível, veículos, pneus, tecnologia embarcada, gratuidades e outros. 
 
Durante os últimos meses o sistema de transporte vem enfrentado duros momentos, incluindo o acúmulo de dívidas junto a fornecedores e bancos e as dificuldades para liquidar as folhas de pagamento. Infelizmente, a tarifa concedida somente hoje pela Prefeitura de Aracaju não atende as necessidades do setor, haja vista que o reajuste apresentado ainda está em disparidade com a defasagem já existente de 29% no preço da passagem. Essa defasagem é o reflexo da falta da majoração necessária da tarifa e os acréscimos anuais nas despesas para o serviço. Com isso, a situação sinaliza que as dificuldades devem seguir, inclusive com mais um aumento nos salários dos rodoviários em setembro.
 
Ascom Setransp

Os comentários estão encerrados.