Prêmio Setransp de Jornalismo Ano V: solenidade é marcada por emoção e homenagens

Finalistas Prêmio Setransp de Jornalismo – ano V
25 de novembro de 2015
Empresas de ônibus fazem mobilização contra o Aedes Aegypti
14 de dezembro de 2015

O Prêmio Setransp de Jornalismo Ano V foi finalizado com uma noite de muita emoção e homenagens diante da solenidade que ocorreu, dia 24, no Lounge do Quality Hotel. O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Aracaju (Setransp) homenageou os profissionais da imprensa sergipana, premiando finalistas que concorreram em sete categorias, envolvendo reportagens de todos os tipos de veículo de comunicação. Com o tema ‘A relevância do transporte no acesso aos demais serviços essenciais’, o Prêmio Setransp recebeu a inscrição de 33 trabalhos, que cumpriram honrosamente o papel de estimuladores do debate sobre as necessidades sociais, sendo, neste momento, o transporte público o grande objeto em questão.

 

Para o presidente do Setransp, Alberto Almeida, “dar continuidade ao Prêmio Setransp de Jornalismo é para as empresas do transporte público oportunizar o reconhecimento dos meios de comunicação e, sobretudo, dos jornalistas que participam, diretamente, do processo de disseminação das informações relevantes acerca do transporte público, e movimentam, assim, o debate sobre o desenvolvimento do mesmo. Os jornalistas estão de parabéns, e o setor do transporte, que democratiza o acesso das pessoas aos demais serviços essenciais, continua de portas abertas para receber os questionamentos e ponderações da imprensa, que nos dá também o feedback da população”, ressaltou o presidente. 

 

Finalistas 


Nesta edição, o prêmio contou com o patrocínio da Mardisa Mercedes Bens, Rota Mídia, Viação Modelo, Transporte Tropical e Viação Atalaia. As premiações envolveram troféus para todos os finalistas e quantias de R$ 3 mil para os primeiros lugares e R$ 1,5 mil para os segundos lugares – exceto na categoria laboratório cuja premiação em dinheiro foi destinada somente ao primeiro lugar com R$ 1,5 mil. Os finalistas foram:

 

Na categoria Reportagem Impressa: em 1º lugar Milton Alves Júnior, do Jornal do Dia; em 2º lugar Suzy Guimarães, do Correio de Sergipe; e em 3º lugar Tatianne Melo, do Cinform. 

Na categoria Reportagem Fotojornalismo: em 1° lugar Jorge Henrique, do Jornal da Cidade; em 2º lugar Cleverton Ribeiro, do Jornal do Dia; e em 3º lugar André Moreira, do Jornal da Cidade Online.

Na categoria Reportagem Televisiva: em 1º lugar Maristela Niz, da TV Sergipe; em 2º lugar Priscila Andrade, da TV Atalaia; e em 3º lugar Cleverton Macedo, da TV Sergipe. 

Na categoria Reportagem Cinematográfica: em 1º lugar Jorge Luiz Matos; em 2º lugar Jadson Simões; e em 3º lugar Alan Magalhães. Todos os três da TV Sergipe.  

Na categoria Reportagem Radiofônica: em 1º lugar Juliana Correia, da Rádio UFS FM; em 2º lugar Magna Santana, da Ilha FM; e em 3º lugar Alex Carvalho, também da Ilha FM.

Na categoria Reportagem Online: em 1º lugar Célia Silva, Jornal da Cidade Online; em 2º lugar Fredson Navarro, do G1 SE; e em 3º lugar Ana Paula Aquino, do Jornal da Cidade Online.

Na categoria Reportagem Laboratório: em 1º lugar Leonardo Tomaz; em 2º lugar Williams Rodrigues; e em 3º lugar Adeilton Santana. Todos da rádio laboratório da Universidade Tiradentes.  

 

O jornalista Milton Alves Júnior ficou surpreso com o primeiro lugar: “é a primeira vez que participo, mas sei que não foi fácil essa conquista porque todos os jornalistas que concorreram são grandes profissionais. O mais importante nesta premiação – que ofereço, inclusive, a meu pai o jornalista Milton Alves – é perceber a valorização dos jornalistas que contribuem através das informações com o andamento de serviços essenciais como o transporte”, disse ele.

 

Já a jornalista Juliana Correia comentou a respeito da premiação conquistada citando a satisfação, como professora do curso de Jornalismo, de ver seus alunos participando na categoria reportagem laboratório, aberta nesta edição do prêmio junto com a categoria reportagem cinematográfica. “Eu me sinto muito honrada com a premiação e penso que, independente do prêmio, é essencial o incentivo das discussões na sociedade, através da imprensa, sobre o transporte público e suas condições. Mas minha maior alegria neste prêmio foi presenciar meus alunos participando e ficando como finalistas! Foi uma grande oportunidade do Setransp abrir o espaço para homenagear também os estudantes de jornalismo”, disse Juliana Correia.   

 

Homenagem especial

O prêmio este ano teve como homenageada especial a promotora de Justiça Dra Berenice Andrade de Melo, pelo trabalho que desenvolvido ao longo dos anos junto a Promotoria de Defesa dos Direitos Humanos, o que contribuiu também com o caráter de inclusão social do transporte público. “Parabenizo vocês (jornalistas) que por meio do dom divino e palavras contribuem com a conscientização e transformação da nossa sociedade”, felicitou a promotora, acrescentando também sobre a parceria em prol da inclusão social entre o Ministério Público Estadual e o Setransp: “avançamos muito com a colaboração das empresas e sabemos que ainda há um caminho longo a percorrer. Isso sabemos que não depende só do Setransp, mas também dos nossos gestores municipais. Precisamos alcançar um ambiente acessível preconizado por lei, e tenho certeza que o Setransp, através das empresas, continuarão sendo parceiros para atingirmos esses objetivos”, frisou ela. A promotora agradeceu ainda a referência ao seu nome nesta edição do prêmio, emocionada diante da exibição de um vídeo documentário retratando sua trajetória.

 

 

Parceria do Sindijor e da Fenaj

O prêmio contou com a parceria do Sindicato dos Jornalistas de Sergipe (Sindijor), que direcionou a avaliação dos trabalhos inscritos para uma comissão de jornalistas coordenada pela Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj). Para o presidente do Sindijor, Paulo Souza, o julgamento realizado por profissionais de renome nacional de fora do estado qualificaram ainda mais o prêmio no quesito isenção. “O Setransp está de parabéns por realizar esta forma de julgamento e por homenagear a imprensa sergipana de igual modo, independente de quem ficou como finalista ou não. Todos foram homenageados pela contribuição que dão à sociedade estimulando as discussões públicas para a melhoria contínua do transporte coletivo”, destacou Paulo Souza.

 

A solenidade de premiação contou com a participação do diretor institucional da Fenaj, José Carlos Torves, um dos representantes da comissão de julgamento, que fez a avaliação em Brasília. “Com a qualidade do jornalismo que tem se desenvolvido no país, e destaco em especial Sergipe, isso nos dá a garantia de que vamos superar essas dificuldades, que são transitórias, do país e também da imprensa. Vamos continuar cumprindo nossa função social de comunicar. Todos que concorreram – inclusive os alunos – tiveram muita qualidade, isso dá esperança para o jornalismo brasileiro”, elogiou o representante da Fenaj. Todos os trabalhos foram julgados pelos três jornalistas que compuseram a comissão – além de José Torves, o 1º Secretário da Diretoria Executiva da Fenaj e correspondente há 14 anos do Jornal A Crítica de Manaus, Antônio Paulo, e a Coordenadora de Comunicação e Marketing da Associação Nacional de Transporte Urbanos (NTU) desde 2008, Bárbara Renault.

 

     

Presenças

Entre os profissionais da imprensa, os representantes das empresas que atuam no transporte coletivo de Aracaju e região metropolitana, e os amigos e familiares da Dra Berenice Andrade, estiveram prestigiando a solenidade também: o secretário de Estado da Segurança Pública, Mendonça Prado; o presidente da Câmara Municipal de Aracaju, Vinicius Porto; a secretária Municipal de Aracaju de Defesa Social, Georlize Teles; o diretor executivo da TV Sergipe, Albano Franco; o diretor de jornalismo do Cinform, Victor Vieira; o deputado estadual, Robson Viana; os vereadores da capital, Emmanuel Nascimento, Agamenon Sobral e Valdir Santos; a coordenadora do Departamento de Comunicação Social da Universidade Federal de Sergipe, Graice Schneider; a diretora do Sest Senat, Danielle Queiroz e a presidente da Fundação Municipal do Trabalho (Fundat), Glaucia Guerra.    

 

Clique aqui e confira a GALERIA de FOTOS da premiação

 

Os comentários estão encerrados.

ATENÇÃO!!!

Clique aqui para acessar o site da Aracajucard