Orçamento para 2012 prevê R$ 16,8 bilhões para transportes

Adierson Monteiro realiza palestra sobre mobilidade urbana
9 de setembro de 2011
Mais de 500 pessoas aderem ao Dia Mundial da Limpeza
12 de setembro de 2011

O governo deve investir, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), R$ 16,8 bilhões no setor de transportes no próximo ano, cifra 2,7% maior que a dotação atual. A informação consta no Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) 2012, enviado pelo Ministério do Planejamento nessa quarta-feira (31) ao Congresso Nacional. Do total de R$ 111,3 bilhões do PAC, R$ 42,5 bilhões serão alocados em obras de infraestrutura logística, energética, social e urbana.

Dos quase R$ 17 bilhões previstos para infraestrutura logística, setor diretamente ligado à área de transportes, o governo vai investir a maior parte dos recursos – R$ 12,7 bilhões, o equivalente a 75% – no modal rodoviário. Serão obras de adequação, construção, manutenção e recuperação de estradas, além de estudos e investimentos em sistemas de pesagem e controle de velocidade.

O setor ferroviário, incluindo o Trem de Alta Velocidade (TAV) que vai ligar as cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Campinas, vai receber 16% do total, R$ 2,7 bilhões. Em seguida, figuram os setores portuário, hidroviário e aeroportuário com, respectivamente, R$ 903 milhões, R$ 301 milhões e R$ 30 milhões. Outros R$ 151 milhões serão destinados à gestão do PAC

 

Balanço total


Os investimentos totais previstos no PLOA para 2012 somam R$ 165,3 bilhões – 58,5 bilhões do orçamento fiscal e da seguridade e R$ 106,8 bilhões das empresas estatais. O montante é 8,3% maior que o disponível em 2011. Para fazer os cálculos, o governo trabalhou com estimativas como crescimento do Produto Interno Bruno (PIB) de 5%, inflação de 4,8% e taxa de juros de 12,5%.

 Fonte: Agência CNT de Notícias

Os comentários estão encerrados.

ATENÇÃO!!!

Clique aqui para acessar o site da Aracajucard