Sede do SETRANSP entra em clima natalino
8 de novembro de 2010
Venda de créditos encerra mais cedo dia 10
10 de novembro de 2010

Uma das saídas para minimizar as retenções do trânsito em Belo Horizonte é a expansão do transporte público, principalmente, do metrô, cujos projetos de ampliação se arrastam há mais de uma década. Mas, como as construções das linhas 2 (Barreiro/Hospitais) e 3 (Pampulha/Savassi) do trem urbano não têm data certa para sair do papel, a aposta da prefeitura, a curto prazo, é a instalação do sistema BRT (Bus Rapid Transit, em inglês), cuja inauguração está prevista para o fim de 2013, pois é um compromisso do poder público atender os turistas que se hospedarão no município para assistir a Copa do Mundo de 2014. A capital terá três ramais: Antônio Carlos/Pedro I, Carlos Luz/Pedro II e Cristiano Machado.

 

O BRT é um sistema espelhado no do metrô, mas, o transporte de passageiros é feito por ônibus e, por isso, tem custo inferior ao do trem urbano. Os veículos circulam em pistas exclusivas, o embarque e o desembarque ocorrem em miniestações, a tarifa é cobrada antes de o passageiro entrar nos ônibus e o sistema de controle é informatizado, o que permite o acompanhamento em tempo real.

O metrô é a principal solução, mas, como sua implantação é demorada, temos a alternativa razoável, que é o BRT. Nossa intenção é atrair o usuário do automóvel privado para esse sistema, principalmente o motorista que usa o carro para o deslocamento casa e trabalho e vice-versa. Além disso, caso o metrô, daqui a alguns anos, passe pelo ramal de um dos BRTs, temos a possibilidade de transferir o sistema para outra via, explica Célio de Freitas, diretor de Planejamento da BHTrans.

O recurso para a implantação do BRT – quase R$ 1 bilhão – está garantido pelo Ministério das Cidades. O ramal Cristiano Machado, cuja extensão será de cinco quilômetros, deve ser inaugurado em março de 2012. Já o Antônio Carlos/Pedro I (16 quilômetros) terá duas etapas. Em outubro de 2012, o trecho Pampulha/Centro estará finalizado. Em agosto de 2013, o Vilarinho/Pampulha. Por fim, em dezembro de 2013, será a vez da linha Pedro II/Carlos Luz (12 quilômetros).

Fonte: ESTADO DE MINAS – MG | GERAIS

Os comentários estão encerrados.