Pesquisa sobre mobilidade urbana no Brasil

Idosos de 60 a 65 anos voltam pagar coletivo
4 de março de 2010
Café com a impresa acontece amanhã, dia 10
9 de março de 2010

Em dezembro de 2009 a Associação Nacional de Transportes Públicos – ANTP – lançou o sistema de informação da mobilidade urbana do ano de 2009.

Neste trabalho foram pesquisados 438 municípios, onde os principais pontos destacados na pesquisa foram: dados sócio-econômicos, divisão modal, elementos do sistema de transporte (vias, veículos e sinalização), recursos humanos, distância percorrida, tempo de viagem, energia consumida, poluentes envolvidos, custos da mobilidade e das externalidades (acidentes). Foi desenvolvido também um relatório comparativo 2003-2008 apresentando os principais fatores relacionados à mobilidade.

Na pesquisa foi possível verificar que o crescimento do número de veículos foi quatro vezes maior que o aumento da população no mesmo período. Entre os principais modais utilizados no transporte urbano estão o modo motorizado (coletivo e individual) e não motorizado, onde destacam-se o ônibus, automóvel, bicicleta e o modo a pé.

O índice de mobilidade verificado nas cidades acima de 1 milhão de habitantes foi de 2,44 viagens/dia. Em contrapartida naquelas cidades com população menor que 100 mil habitantes o índice não chegou a 1 viagem/dia. Foi observada uma participação maior do transporte público nas grandes cidades (acima de 1 milhão de habitantes) reduzindo tanto quanto diminui a população.

Um ponto que deve ser ressaltado é a inversão de posição na utilização do transporte individual se comparado 2003-2008. Houve um crescimento na utilização do transporte público pelo individual atingindo, a partir de 2005, a 2ª posição entre o modo de transporte motorizado mais utilizado. Enquanto houve uma redução de 1,3% na demanda do transporte público, o transporte individual cresceu 3,5% no mesmo período.

Nas viagens realizadas pelo transporte coletivo, o ônibus metropolitano e o municipal apresentam 88% do total, ficando o trilho com 12%. Devemos ressaltar que o sistema metro-ferroviário está apresentando crescimento significativo, pois chegou a 20% entre 2003 e 2008.

Fonte: NTU

Os comentários estão encerrados.

ATENÇÃO!!!

Clique aqui para acessar o site da Aracajucard