Transporte público seguro é direito do cidadão

Na tarde de ontem, dia 9, 571 novos cartões Mais Aracaju escolar chegaram ao SAE
10 de junho de 2008
Nova lista de cartões Mais Aracaju escolar está disponível no S.A.E.
12 de junho de 2008

Os mototáxis têm contribuído sobremaneira para o aumento de acidentes e mortes no trânsito em todas as cidades brasileiras.

O transporte público nas cidades deve atender à exigência constitucional de serviço adequado ao consumidor. Essa disposição é claramente definida pela Lei Federal de número 8.987/1995. A norma determina que o serviço colocado à disposição da sociedade deve ser prestado de forma contínua, regular e, principalmente, deve garantir a segurança do passageiro transportado preservando, sobretudo, a sua integridade física.

Apesar da legislação vigente e fiscalização dos órgãos competentes, essa norma ainda tem sido ignorada no Brasil. Observa-se que, em muitas cidades, o fenômeno do transporte ilegal de passageiros tem gerado resultados nocivos para toda a sociedade, colocando em risco a vida de milhares de passageiros que são conduzidos em veículos não projetados para este fim.

É o caso da utilização equivocada de motocicletas no transporte remunerado de pessoas. Os conhecidos mototáxis, têm contribuído sobremaneira para o aumento de acidentes e mortes no trânsito em todas as cidades brasileiras. Os números abaixo dão uma dimensão do problema:

 

  • Um quarto dos 30 mil brasileiros mortos no trânsito por ano é vítima de acidentes com moto.
  • De cada 100 acidentes com moto, há 71 com vítimas.
  • Os acidentes com motos fazem 100 mil brasileiros com seqüelas permanentes por ano e quatro mil com seqüelas graves, como paraplegia e tetraplegia.
  • Um quarto dos 30 mil brasileiros mortos no trânsito por ano é vítima de acidentes com moto.
  • Entre 2002 e 2006, o número de mortes de motociclistas subiu 83% em todo o Brasil e hoje representa 25% dos acidentes fatais de transporte no país.
  • Dos automóveis acidentados, entre 6% e 7% têm vítimas; das motos acidentadas, entre 61% e 82% têm vítimas.
  • 16% dos motociclistas acidentados estavam na garupa.

 

Fonte: Cartilha ?Mototáxi ? uma ameaça à população?

Os comentários estão encerrados.

ATENÇÃO!!!

Clique aqui para acessar o site da Aracajucard