Pesquisa vai revelar comportamento dos usuários portadores de cartões eletrônicos

Encontro de tecnologia de manutenção de transportes entra no terceiro dia
16 de abril de 2008
Falha de comunicação gera reclamações indevidas referentes a atraso na entrega do Mais Aracaju escolar
18 de abril de 2008

Coleta de dados começou hoje, 17 de abril, e segue até o dia 2 de maio. O trabalho será realizado nas linhas que servem à capital e à Grande Aracaju.

O Sindicato das Empresas do Transporte de Passageiros do Município de Aracaju – SETRANSP – deu início hoje, 17 de abril, a coleta de dados para a realização de uma pesquisa de contagem volumétrica. O trabalho segue até o dia 2 de maio e será realizado em todas as 86 linhas que compõem o sistema de transporte urbano e metropolitano de passageiros dos municípios de Aracaju, Socorro e São Cristóvão.

A análise tem como objetivo mensurar os índices de gratuidades no sistema e avaliar o comportamento dos usuários portadores de cartões eletrônicos. ?Os pesquisadores estarão aptos a orientar os passageiros que não apresentarem seu cartão Mais Aracaju ao cobrador, recolhendo o cartão que estiver sendo utilizado por terceiros?, informa Alberto Freire, coordenador de Controle Operacional do SETRANSP.

A pesquisa pretende identificar situações corriqueiras no trajeto dos ônibus das oito empresas que atuam no sistema de transporte local, a exemplo da quantidade de estudantes que apresentam e não apresentam cartão ao cobrador; de terceiros que se utilizam do cartão estudante; os usuários que pagam passagem e descem pela frente; a quantidade de gratuidades que entraram pelas portas central e traseira; e o número de rodoviários que não passam pela catraca.

Também estarão sendo analisadas as quantidades de estudantes que descem pela frente em virtude de problemas com cartão/validador; os usuários que entram e descem pela porta da frente; a quantidade de carteiros, idosos, militares e outras gratuidades que transitam no sistema de transporte de Aracaju.

 

O trabalho será realizado por 15 pesquisadores, cinco em cada turno, que se posicionarão próximos ao cobrador, na porta dianteira. Cada um deles, fará todo o trajeto da linha do ônibus que estiver avaliando a fim de preencher os formulários com os dados a serem investigados.  

Os comentários estão encerrados.