Usuários de transportes clandestinos não recebem assistência em casos de acidente

SETRANSP traça planejamento estratégico para 2008
22 de outubro de 2007
Confira os pontos de venda e recarga do cartão Mais Aracaju escolar
25 de outubro de 2007

Empresas que atuam no sistema de transporte coletivo, possuem seguro e, em caso de acidente, a empresa paga o hospital para o passageiro...

Empresas que atuam no sistema de transporte coletivo, possuem seguro e, em caso de acidente, a empresa paga o hospital para o passageiro

 

O transporte clandestino é um perigo. Diariamente, em todo país, ocorrem acidentes graves envolvendo veículos que fazem esse tipo de serviço. Há alguns anos, um acidente envolvendo uma perua que realizava transporte clandestino e um carro deixou cinco pessoas feridas, em Jacareí, na cidade de São Paulo. Os envolvidos tiveram dentes quebrados, fraturas e várias escoriações.

 

O motorista da perua foi processado por lesão corporal culposa e contravenção por exercício ilegal de profissão. Ele também teve que pagar uma multa de R$ 500, por praticar transporte clandestino, e seu carro ficou apreendido por 30 dias.

 

Acidentes como esse, servem para mostrar o risco do transporte clandestino. Os carros que atuam na clandestinidade não são vistoriados e, geralmente, não apresentam as mínimas condições de segurança. Freqüentemente, nem o motorista está habilitado para a atividade, o que não ocorre no ônibus. As empresas que atuam no sistema de transporte coletivo, possuem seguro e, em caso de acidente, a empresa paga o hospital para o passageiro.

Os comentários estão encerrados.

ATENÇÃO!!!

Clique aqui para acessar o site da Aracajucard