Empresas de ônibus e SSP unem-se para dar mais segurança aos usuários de ônibus em Aracaju

Instalação de 280 câmeras vai fortalecer segurança em ônibus
16 de setembro de 2007
Tarifa de ônibus não pode ser moeda política
19 de setembro de 2007

?Atenção! Ônibus equipado com câmera filmadora?. A frase, estampada nas portas de entrada e no interior de cerca de 280 ônibus...

?Atenção! Ônibus equipado com câmera filmadora?. A frase, estampada nas portas de entrada e no interior de cerca de 280 ônibus que circulam na capital e região metropolitana de Aracaju, é muito mais que um aviso. Representa o compromisso de cinco empresas que integram o sistema de transporte coletivo com a segurança de passageiros e funcionários. 

A iniciativa é fruto de um termo de cooperação assinado entre o secretário de Segurança Pública, Kércio Silva Pinto, e pelo empresário Lauro Antônio Teixeira Menezes, na tarde de sexta-feira, dia 14. A expectativa da Secretaria da Segurança Pública – SSP – com a aplicação dos equipamentos é reduzir o número de assaltos praticados contra usuários e profissionais do transporte coletivo.

Os investimentos feitos pelas empresas gira em torno de R$ 500 mil. A quantia foi empregada na compra e instalação de câmeras de alta definição em 280 ônibus das empresas São Cristóvão, Viação Cidade de Aracaju, Viação São Pedro, Viação Cidade Histórica e Bonfim. Os empresários acreditam que o monitoramento vai contribuir com a diminuição dos índices de assaltos ao sistema de transporte coletivo, problema que, frequentemente, vem assustando a população e os empregados do sistema.

?Para as empresas, este investimento é bastante válido, pois vai auxiliar o trabalho da SSP no combate às práticas delituosas. É importante afirmar que esse investimento não vai ser repassado para os contribuintes, através do aumento da tarifa?, garantiu o representante das empresas, Paulo Hermes.

O termo de cooperação destaca, entre outros detalhes, que a SSP continuará mantendo o patrulhamento em áreas próximas aos pontos de ônibus e terminais, além de orientar na escolha dos procedimentos técnicos e operacionais necessários para reduzir o número de assaltos.

?Continuaremos dando todo o apoio aos empresários e usuários do transporte coletivo e, com estes investimentos, que representam um sucesso em outros estados do país, o trabalho das polícias Militar e Civil ganham um grande aliado. Assim, poderemos diminuir sensivelmente as ocorrências de delitos nos ônibus coletivos?, declarou Kércio Pinto.


TECNOLOGIA
Os equipamentos utilizados no monitoramento dos ônibus são oriundos de tecnologia nacional e os componentes utilizados são importados. As imagens geradas são de alta definição e armazenadas em chips que têm uma autonomia de 26 horas.

?As imagens são gravadas em arquivos, que proporcionam o envio imediato para a polícia iniciar as investigações. Este conteúdo é facilmente editado e tem a resolução adequada para identificar os infratores?, explicou o representante da empresa Alltec, Cláudio Cardoso.

Segundo os técnicos, em algumas cidades, como Recife, por exemplo, a implantação destes equipamentos representou a diminuição de mais de 90% dos registros de assaltos. Foi constatado também que os usuários estão se sentindo mais seguros, voltando a usar o transporte coletivo no período da noite.

Os comentários estão encerrados.