Nota – 12h33 – 16/05/18
16 de maio de 2018
Solenidade de grandes homenagens marca Prêmio Setransp de Jornalismo
16 de maio de 2018

O Setransp informa que não é contrário a nenhuma iniciativa que possa beneficiar o passageiro, no entanto, ressalta que para a imposição de novas gratuidades, sem que o próprio usuário de ônibus seja onerado, é necessário que seja indicada a fonte de custeio, conforme garante a Lei Orgânica do Município de Aracaju e a Lei Federal. Na capital sergipana não existe subsídio para as gratuidades, então o passageiro comum é quem paga pela série de passagens livres já existentes. O Setransp defende a melhoria do transporte e do atendimento aos seus usuários, porém sem levar a conta para esses passageiros.

Ascom Setransp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *