Projeto de Lei compromete tempo de viagem e segurança no transporte coletivo

Sistema online facilita inscrições para Prêmio Setransp de Jornalismo
5 de setembro de 2017
Almir do Picolé :: Homenagem do Prêmio Setransp de Jornalismo ano VI
19 de setembro de 2017
Os vereadores de Aracaju rejeitaram nesta terça-feira, 05, o veto do Executivo ao Projeto de Lei 223/2015 que determina que os ônibus do transporte coletivo de Aracaju realizem desembarque de passageiros fora dos pontos fixados pela Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) depois das 22h quando forem solicitados. 
 
Entretanto, sobre o projeto, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Aracaju (Setransp) ressalta que quando os pontos de parada do transporte coletivo passam a ser aleatórios o tempo de viagem das linhas deve sofrer um considerável aumento e a regularidade nos pontos de paradas previamente estabelecidos será comprometida, gerando também atrasados. Além disso, o ônibus e, consequentemente, os passageiros estarão expostos ao risco de insegurança, haja vista que a parada aleatória nas vias foge do índice de segurança preventiva considerado na delimitação dos pontos fixos. 
 
Da Ascom Setransp

Os comentários estão encerrados.