Adierson destaca importância da mobilidade no Plano Diretor

Posto do IFS volta a funcionar
29 de julho de 2011
Portal do Usuário
2 de agosto de 2011

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Município de Aracaju – Setransp -está na expectativa de receber o convite da Câmara Municipal de Aracaju para debater questões voltadas para mobilidade urbana no Plano Diretor. Atualmente, o tráfego do transporte coletivo na capital sergipana é prejudicado com atrasos constantes devido à falta de estrutura no trânsito.

A Viação Progresso, que atua na Grande Aracaju, por exemplo, segundo o setor de monitoração GPS da empresa, tem cerca de 70% da sua frota afetada pelos atrasos por congestionamentos no trânsito. Parte desses veículos são comprometidos ao ponto de nem conseguirem realizar a viagem. “Aracaju não foi preparada para comportar o fluxo de veículos que hoje tem e não dispõe de meios para priorizar o transporte coletivo, que atende a maior parte da população. Destacar a mobilidade na revisão do Plano Diretor será a oportunidade de combater um caos futuro no trânsito”, frisou o presidente do Setransp, Adierson Monteiro.

Para uma melhor instrução sobre mobilidade, o Setransp providenciou um estudo, realizado pelo engenheiro especialista em transporte, Antônio Marchezetti, que esquematizou medidas para serem aplicadas em possível Plano de Mobilidade para Aracaju, semelhante ao que foi aplicado em Curitiba.

“Queremos apresentar aos vereadores, que vão votar a revisão do Plano Diretor, as diretrizes para um planejamento do trânsito, especialmente pensando no transporte coletivo. Porque se o projeto do Plano Diretor, que dará o norte estruturante para a capital para os próximos anos, for votado do jeito que está, sem pontos que destaquem melhoria para no trânsito, em breve, trafegar em Aracaju será muito mais complicado do que é hoje”, disse Adierson Monteiro, lembrando ainda que está buscando a participação do engenheiro Marchezetti também no debate na Câmara.

Os comentários estão encerrados.